A dupla colonização da mulher nos romances O Alegre Canto da Perdiz, de Paulina Chiziane, e Jesusalém, de Mia Couto

Autores

  • Keiliane da Silva Araújo Carvalho Universidade Estadual do Piauí - UESPI

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2019.162895

Palavras-chave:

Dupla colonização, Mulher, Gênero, Romance Pós-colonial

Resumo

O trabalho propõe uma reflexão concernente à dupla colonização da mulher, nos romances O Alegre Canto da Perdiz (2008), de Paulina Chiziane e Jesusalém (2009), de Mia Couto. Para tanto, as teorizações formuladas por Cristian Pagoto (2007); Thomas Bonnici (2000; 2005; 2007); Michele Perrot (2007); Deepika Bahri (2013); Katryn Woodword (2014), entre outras, servem como base de sustentação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DEEPIKA, Bahri. Feminismo e/no pós-colonialismo. In.: Revista Estudos Feministas. V. 21, nº 2, (2013). Disponível em https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/S0104-026X2013000200018. Acesso em 27/09/2019.

BHABHA, H. O local da cultura. Belo horizonte: UFMG, 2005.

BONNICI, T. Teoria literária: abordagens históricas e tendências contemporâneas. Maringá: Eduem, 2005.

BONNICI, T. O Pós-colonialismo e a literatura. Maringá: Eduem, 2000.

CHIZIANE, Paulina. O alegre canto da perdiz. Ed. Caminho, 2008.

COUTO, Mia. Jesusalém. Ed. Caminho, 2009.

FANON, Frantz. Os Condenados da Terra. Juiz de Fora: UFJF, 2005.

FANON, Frantz. Pele negra, máscaras brancas. Bahia: Editora Edufba, 2008.

PERROT, Michelle. Minha história das mulheres. Trad. Angela M. S. Côrrea. São Paulo: Contexto, 2007.

NOA, Francisco. Uns e outros na literatura moçambicana. São Paulo: Editora Kapulana, 2017.

NOA, Francisco. A escrita infinita: ensaios sobre a literatura moçambicana. Maputo: Livraria Universitária/UEM, 1998.

MATUSSE, Gilberto. A construção da imagem de moçambicanidade em José Craveirinha, Mia Couto e Ungulani ba ka Khosa. Maputo: Livraria Universitária/UEM, 1998.

PAGOTO, Cristian e BONNICI, Thomas. A dupla colonização da mulher no romance A Escrava Isaura. In: Línguas & Letras, v. 8, nº 15, 2007.

PINTO, Alberto Oliveira. O colonialismo e a ‘coisificação’ da mulher no cancioneiro de Luanda, na tradição oral angolana e na literatura colonial portuguesa. In MATA, Inocência; PADILHA, Cavalcante. A mulher em África – Vozes de uma margem sempre presente. Lisboa: Colibri, 2007, p. 35-49.

SPIVAK, Gayatri Chakravorty. Pode o subalterno falar? Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

WOODWARD, K. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. Em T.T. da Silva; S. Hall, & K. Woodward (orgs.), Identidade e diferença. A perspectiva dos estudos culturais (pp.7-72). (T.T., da Silva Trad.). Petrópolis: Vozes, 2014.

Downloads

Publicado

2019-12-30

Como Citar

Carvalho, K. da S. A. (2019). A dupla colonização da mulher nos romances O Alegre Canto da Perdiz, de Paulina Chiziane, e Jesusalém, de Mia Couto. Revista Crioula, (24), 183-192. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2019.162895

Edição

Seção

Dossiê 24: Dissidências de gênero e sexualidade nas literaturas de LP