Jeremias Pele: introduzindo a questão racial para crianças e pré-adolescentes

Autores

  • Silmara Ramos Fradico Universidade de São Paulo
  • Emerson da Cruz Inácio Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2020.170428

Palavras-chave:

Jeremias Pele, Racismo, Estereótipos, Bullying, Educação, Novela gráfica

Resumo

Este artigo apresenta a história em quadrinhos Jeremias Pele como recurso auxiliar para educadores que buscam utilizar a mídia quadrinhos em suas aulas. Será feita uma breve descrição da importância das histórias em quadrinhos no processo de aprendizado de crianças e adolescentes e também se introduzirá o personagem Jeremias e o selo Graphic MSP. Em seguida demonstrará como usar a história da novela gráfica tema do artigo, Jeremias Pele, nas aulas de interpretação de texto, vinculando as possíveis interpretações à discussão sobre o tema das questões raciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silmara Ramos Fradico, Universidade de São Paulo

Possui graduação em Letras - Japonês pela Universidade de São Paulo(2017). Tem experiência na área de Educação. 

Emerson da Cruz Inácio, Universidade de São Paulo

Professor Associado I da área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), desde 2006; Livre Docente pela mesma IES (2016), com a tese: Do corpo o canto, perfumada presença: o corpo, Fluxo-Floema e Novas Cartas Portuguesas, Doutor em Letras Vernáculas pela UFRJ (2006), sob a orientação do Prof. Jorge Fernandes da Silveira. Mestre em Letras e Graduado em Português-Literaturas pela UFF. 

Referências

CALÇA, Rafael, COSTA, Jefferson. Jeremias Pele. São Paulo: Panini, 2018.

BORSA, Juliane Callegaro. O papel da Escola no Processo de Socialização Infantil. Disponível em: link https://www.psicologia.pt/artigos/textos/A0351.pdf. Acesso em: 21 fev. 2020.

CARVALHO, Djota. A Educação Está no Gibi. Campinas: Papirus, 2006.

COSTA, Vera Lucia Pereira da. A Função Social da Escola. 2012. Publicação online, disponível em: http://www.drearaguaia.com.br/projetos/funçãosocialescola.pdf. Acesso em: 21 fev. 2020.

DUBET, François. “A Escola e a Exclusão” Trad. de Neide Luzia Resende, in Cadernos de Pesquisa, n. 119, p. 29-45, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/n119/n119a02.pdf. Acesso em: 21 fev. 2020.

FAZENDA, Ivani CA. Didática e Interdisciplinaridade. Campinas: Papirus, 1998.

FIGUEIRA, Diego. RAMOS, Paulo. VERGUEIRO, Waldomiro. Quadrinhos e Literatura Diálogos Possíveis. São Paulo: Criativo, 2014.

FÔNSECA, Dan Lurie Tavares, CUNHA, Ana Cristina Elias da, SILVA, Robson Campanerut da. “Educação, paternalismo e clientelismo: identificando o aprendizado de sala de aula nas questões sociopolíticas.” in Anais IV Congresso Nacional de Educação, Editora Realize, 2019. Disponível em: https://editorarealize.com.br/revistas/conedu/trabalhos/TRABALHO_EV073_MD1_SA11_ID3226_22092017075215.pdf. Acesso em: 21 fev. 2020.

LIBÂNEO, José Carlos. “O dualismo perverso da escola pública brasileira: escola do conhecimento para os ricos, escola do acolhimento social para os pobres.” in Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 1, p. 13-28, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1517-97022011005000001. Acesso em: 21 fev. 2020.

SOURIAU, E. A Correspondência das Artes: Elementos de Estética Comparada. Trad. Maria Cecília Queiroz de Moraes Pinto e Maria Helena Ribeiro da Cunha. São Paulo: Cultrix/Edusp, 1983.

Downloads

Publicado

2020-07-27

Como Citar

Fradico, S. R., & Inácio, E. da C. (2020). Jeremias Pele: introduzindo a questão racial para crianças e pré-adolescentes. Revista Crioula, (25), 84-104. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2020.170428

Edição

Seção

Dossiê 25: Literaturas de língua portuguesa para crianças e jovens