A POESIA DO VIVER MALANDRO, NELSON CAVAQUINHO, FLÁVIO MOREIRA DA COSTA E JOÃO ANTÔNIO: ESBOÇO DE UMA POÉTICA DA MARGINALIDADE

  • André Lopes da Silva Universidade Federal de Goiás (UFG)
Palavras-chave: Poética, Malandragem, Música

Resumo

NESTE ARTIGO TENTAREMOS EXPOR ALGUNS ELEMENTOS DE UMA POÉTICA DA MARGINALIDADE. PARA ISSO NOS VALEMOS DA APRECIAÇÃO DO DISCURSO LITERÁRIO E MUSICAL. NOSSO CORPUS É COMPOSTO POR UM SAMBA DE NELSON CAVAQUINHO (A FLOR E O ESPINHO) E DE DOIS CONTOS DOS ESCRITORES FLÁVIO MOREIRA DA COSTA E JOÃO ANTÔNIO, RESPECTIVAMENTE: “SAMBISTA EM MESA DE BOTEQUIM BEBENDO CERVEJA COM CHORO” E “JOÃOZINHO DA BABILÔNIA”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Lopes da Silva, Universidade Federal de Goiás (UFG)
Mestre em Literatura, título da pesquisa: João Antônio e Mendes de Carvalho: seus malandros e suas estórias.
Publicado
2010-11-01
Como Citar
Silva, A. (2010). A POESIA DO VIVER MALANDRO, NELSON CAVAQUINHO, FLÁVIO MOREIRA DA COSTA E JOÃO ANTÔNIO: ESBOÇO DE UMA POÉTICA DA MARGINALIDADE. Revista Crioula, (8). https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2010.55304