Identificações à margem do humano: Uma leitura de Bambo e O porco e seu espírito

  • Clarissa Moreira de Macedo Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: Antropomorfismo, Miguel Torga, Guimarães Rosa.

Resumo

Analisaremos neste artigo os contos “Bambo”, de Miguel Torga, e “O Porco e Seu Espírito”, de Guimarães Rosa. Procuramos demonstrar que a narrativa torguiana traz a representação de um animal, um sapo, como portador de conteúdos ignorados pelas personagens humanas da narrativa, sendo detentor de saberes, e, no caso do conto rosiano, explanar que o animal, um suíno, ser situado à margem do homem, pode representar signos que possibilitam uma identificação humana. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarissa Moreira de Macedo, Universidade Federal da Bahia
Graduada em Letras Vernáculas pela UEFS (2010), mestre em Literatura e Diversidade Cultural (2013) pela mesma instituição e doutoranda em Literatura e Cultura. Atua como revisora, produtora cultural e professora. Sua pesquisa científica é voltada à literatura comparada no âmbito das literaturas brasileira e portuguesa, sobretudo do século XX.

Referências

ALMEIDA, Maria do Socorro Pereira de. Literatura e meio ambiente: Vidas Secas, de Graciliano Ramos e Bichos, de Miguel Torga numa perspectiva ecocrítica. 2008. 117f. Dissertação (Mestrado em Literatura e Interculturalidade) – Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2008.

BERGER, John. Animais como metáfora. Tradução de Ricardo Maciel dos Anjos. In: Suplemento literário animais escritos, Belo Horizonte, n. 1.332, p. 06-09, set./out. 2010.

BÍBLIA, N. T. Mateus. Português. Bíblia sagrada. Tradução de João Ferreira de Almeida. São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 1969. Cap. 8, vers. 28-33.

BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. 40ª ed. São Paulo: Cultrix, 1994.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos: mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números. 14ª ed. Tradução de Vera da Costa e Silva [et al.] Rio de Janeiro: José Olympio, 1999.

CHORÃO, João Bigotte. Como é Torga? Colóquio Letras, Lisboa, p. 19-21, 1987.

FALEIROS, Monica de Oliveira. A narrativa dos contos de bichos de Miguel Torga e da fábula da tradição esópica: uma leitura comparativa. São Paulo, s. d. p. 1-6.

MACIEL, Maria Esther. Poéticas do animal. In: MACIEL, Maria Esther (Org.). Pensar/ escrever o animal: ensaios de zoopoética e biopolítica. Florianópolis: Editora da UFSC, 2011. p. 85-101.

MEIRELES, Cecília. Motivo. In: Vários autores. Para gostar de ler, volume 6 – Poesias. São Paulo: Ática, 1985. p. 48.

MOISÉS, Massaud (Dir.). A literatura portuguesa em perspectiva. São Paulo: Atlas, 1994, v. 4.

MONTAIGNE, Michel de. Apologia de Raymond Sebond. In: Ensaios, II. Tradução de Sérgio Millet. São Paulo: Abril Cultural, 1980, p. 204-279.

NUNES, Benedito. O animal e o primitivo: os Outros de nossa cultura. In: MACIEL, Maria Esther (Org.). Pensar/ escrever o animal: ensaios de zoopoética e biopolítica. Florianópolis: Editora da UFSC, 2011. p. 13-22.

OLIVEIRA, Eduardo Jorge de. Entre bestas e feras na literatura brasileira contemporânea. In: XI Congresso Internacional da ABRALIC. Tessituras, Interações, Convergências. São Paulo: USP, 2008. p. 1-8. Disponível em: <http://www.abralic.org.br/anais/cong2008/AnaisOnline/simposios/pdf/034/EDUARDO_OLIVEIRA.pdf> Acesso em: 18 ago. 2012.

ROCHA, Clara Crabbé. A lição de Bambo. In: Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas. Santiago de Compostela, v. 11, maio de 2009. p. 155-165.

RONECKER, Jean-Paul. O Simbolismo Animal. São Paulo: Paulus, 1997.

ROSA, João Guimarães. Ave palavra. Ficção completa em dois volumes. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994. v. 2.

RUSSEL, Bertrand. A utopia de Platão. In: _______. História da filosofia ocidental. Livro primeiro. 3ª ed. Tradução de Breno Silveira. Companhia Editora Nacional: São Paulo, 1969.

TORGA, Miguel. Bichos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1996.

Publicado
2014-11-20
Como Citar
Macedo, C. (2014). Identificações à margem do humano: Uma leitura de Bambo e O porco e seu espírito. Revista Crioula, (14). https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2014.76116
Seção
Artigos e ensaios