O ato de fala do pedido em português brasileiro e italiano: um estudo sobre a avaliação do contexto por parte dos falantes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.i44p105-134

Palavras-chave:

Pragmática Cross-cultural, Pedidos, Percepção, Italiano, Português Brasileiro

Resumo

Inserido na perspectiva da Pragmática Cross-cultural, este artigo investiga o ato de fala do pedido, colocando em primeiro plano a avaliação do contexto, por parte de falantes de português brasileiro e italiano, com base nos seguintes parâmetros: a distância social, o direito de realizar o pedido, sua dificuldade e a probabilidade imaginada pelo falante de que o ouvinte aceitaria realizar o que é solicitado. Para esse fim, ao Written Discourse Completion Task, elaborado pelo Grupo de Pesquisa “Pragmática (inter)linguística, intercultural e cross-cultural” com oito situações comunicativas, que variam com base em grau de imposição e distância social (BROWN e LEVINSON, 1987), foram adicionadas quatro perguntas referentes à percepção dos parâmetros contextuais de cada uma dessas situações. As respostas de 40 brasileiros e 40 italianos, fornecidas por meio de uma escala Likert com pontuação de 1 a 5, foram submetidas a uma análise estatística, a fim de verificar possíveis convergências e divergências entre os dois grupos. Os resultados apontam que a percepção de italianos e brasileiros converge em situações comunicativas em que é menos ameaçada a face e diverge quando no mínimo uma das variáveis independentes é alta, o que revela diferenças na tendência à indiretividade dentro das duas culturas. O estudo demonstra, portanto, a relevância de levar em conta as distintas percepções das mesmas situações comunicativas e fornece insights para aprofundar o entendimento da relação entre língua e cultura.

Biografia do Autor

Anna Beatriz Geronimi Benine, Universidade de São Paulo

Anna Beatriz Geronimi é graduada em Letras - Português/Italiano pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP). Sob a orientação acadêmica da Profa. Dra. Elisabetta Santoro, desenvolve um projeto com o Grupo de Pesquisa “Pragmática (inter)linguística, cross-cultural e intercultural - GPP” (CNPq)

Elisabetta Santoro, Universidade de São Paulo

É graduada em Línguas e Literaturas Estrangeiras na Università degli Studi di Bari (alemão/ inglês) e em Tradução na Ruprecht-Karls Universität de Heidelberg (alemão/italiano/português). Mestrado e doutorado foram concluídos na Universidade de São Paulo (USP), na qual desde 2003 é docente da Área de Língua e Literatura Italiana. Seus principais interesses de pesquisa são: aquisição, aprendizagem e ensino do italiano L2, pragmática linguística, semiótica narrativa e discursiva e relações Itália-Brasil, Sobre esses temas publicou artigos e ensaios. É presidenta da Associação Brasileira de Professores de Italiano (ABPI), membro da diretoria da Associação Internacional de Professores de Italiano (AIPI) e sócia de outras associações científicas da área. É líder do Grupo de Pesquisa “Pragmática (inter)linguística, cross-cultural e intercultural” (GPP) e vice-líder do Grupo de Pesquisa “Língua, Identidade e Memória: o italiano dos Italianos do Brasil” (GLIM), além de pesquisadora do LEER (Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação da Universidade de São Paulo).

Referências

BEEBE, L. M.; CUMMINGS, M. C. Natural speech act data versus written questionnaire data: How data collection method affects speech act performance. Speech acts across cultures: Challenges to communication in a second language, p. 65-86, 1996.

BLUM-KULKA, S.; HOUSE, J.; KASPER, G. Cross-Cultural Pragmatics: Requests and Apologies. Norwood, New Jersey: Ablex Publishing Corporation, 1989.

BROWN, P.; LEVINSON, S. C. Politeness: Some universals in language usage. Cambridge: Cambridge University Press, 1987.

CAFFI, C. Pragmatica: sei lezioni. Carocci, 2009.

CORBETT, J. Discourse and intercultural communication. The continuum companion to discourse analysis, p. 306-320, 2011.

DAMATTA, Roberto. A casa e a rua: Espaço. Cidadania, Mulher e Morte no Brasil, v. 5, 1997.

ECONOMIDOU-KOGETSIDIS, M. Strategies, modification and perspective in native speakers’ requests: A comparison of WDCT and naturally occurring requests. Journal of Pragmatics, v. 53, p. 21-38, 2013.

GOFFMAN, E. On face-work: An analysis of ritual elements in social interaction. Psychiatry, p. 213-231, 1955.

HOFSTEDE, G. Culture’s Consequences: Comparing Values, Behaviors, Institutions, and Organizations Across Nations. London: Sage Publications, 2001.

HOFSTEDE, G.; MINKOV, M. Cultures and organizations: Software of the mind. New York: Mcgraw-hill, 2005.

JONES, Michael L. Hofstede-culturally questionable?, 2007.

NICKELS, E. L. Interlanguage pragmatics and the effects of setting. Pragmatics and Language Learning, v. 11, p. 253–276, 2006.

SANTORO, E.; PORCELLATO, A. M. Língua, cultura e cognição: um estudo do ato de fala do pedido em italiano, português brasileiro, espanhol argentino e alemão. PERcursos Linguísticos, v. 10, n. 26, p. 49-71, 2020. Disponível em: <https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/33412>. Acesso em: 18 fev. 2021.

SANTORO, E.; SILVA, L. A.; KULIKOWSKI, M. Z. M. Estudos em Pragmática: atos de fala em português, italiano, espanhol e inglês. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2021.

SCHÜTZE, C. T.; SPROUSE, J. Judgment data. In: D. Sharma e R. Podesva (Eds.), Research Methods in Linguistics, Cambridge: CUP, p. 27-50, 2014.

VEENSTRA, A.; KATSOS, N. Assessing the comprehension of pragmatic language: Sentence judgment tasks. Methods in Pragmatics, v. 10, p. 1806, 2018.

VERSCHUEREN, J. Contrastive Pragmatics. In: ÖSTMAN, J.-O.; VERSCHUEREN, J. (Org.). Handbook of Pragmatics. Amsterdam: John Benjamins, 2016.

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

Benine, A. B. G. ., & Santoro, E. (2022). O ato de fala do pedido em português brasileiro e italiano: um estudo sobre a avaliação do contexto por parte dos falantes. Revista De Italianística, (44), 105-134. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.i44p105-134

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>