Cartas das crianças

Reflexões sobre a leitura nas décadas de 1930 e 1940

Autores

  • Patricia Tavares Raffaini Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/ran.v0i10.124138

Palavras-chave:

história da leitura, literatura infantojuvenil, epistolografia, infância, leitura na infância, Monteiro Lobato e Laura Ingalls Wilder

Resumo

Durante as décadas de 30 e 40 os escritores: Monteiro Lobato, no Brasil, e Laura Ingalls Wilder, nos Estados Unidos da América do Norte receberam de crianças leitoras centenas de cartas. Utilizando esse corpo documental esse artigo pretende realizar uma análise comparativa das práticas de leitura literária durante a infância nesses dois países, assim como também aborda alguns aspectos do papel social da infância e as peculiaridades do que era ser criança nesses dois contextos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-16

Como Citar

Raffaini, P. T. (2016). Cartas das crianças: Reflexões sobre a leitura nas décadas de 1930 e 1940. Revista Angelus Novus, (10), 129-158. https://doi.org/10.11606/ran.v0i10.124138

Edição

Seção

Dossiê temático: História da Infância e da Juventude