Percepção de Profissionais e Usuários de Unidades Básicas de Saúde sobre a Inserção do Nutricionista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/rgpp.v10i2.184531

Palavras-chave:

Pesquisa qualitativa, Atenção Primária à Saúde, Nutricionista, Política Pública, Ciência da Nutrição

Resumo

Este estudo teve como objetivo analisar a importância da inserção do nutricionista em Unidades Básicas de Saúde (UBS), bem como as dificuldades de acesso aos seus serviços a partir da percepção de profissionais e usuários do serviço de saúde. Foi realizado um estudo de corte transversal de abordagem quantitativa e qualitativa, para o qual foram entrevistados profissionais e usuários de duas unidades básicas de saúde de Aracaju-SE utilizando-se um roteiro semiestruturado específico pré-testado e com gravação de áudio.  Para a análise das informações foi utilizada a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) proposta por Lefèvre e Lefèvre. Os resultados obtidos demonstraram que os profissionais e usuários têm conhecimento da importância do nutricionista nas UBS para melhoria da qualidade de vida da comunidade bem como para as trocas de informações e agregação de seu conhecimento aos demais profissionais da unidade, porém os mesmos relataram dificuldades para a ampliação e acesso a esse serviço, tais como: recursos humanos insuficientes, demora e burocracia no agendamento, e a falta de divulgação da presença do nutricionista nas unidades. Concluímos que, embora com sua importância reconhecida, a inserção do nutricionista na UBS esbarra em dificuldades relacionadas à burocracia, a falta de informação e aspectos relacionados à gestão.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Ramos da Mota, Universidade Federal de Sergipe

Nutricionista e mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição da Universidade Federal de Sergipe e membro do membro do Observatório de Segurança Alimentar e Nutricional do Estado de Sergipe, Aracaju, SE, Brasil.

Daniele dos Santos Oliveira, Universidade Federal de Sergipe

Graduada em Nutrição pela Univresidade Federal do Sergipe, Aracajú, SE, Brasil.

Adriana Correia dos Santos, Universidade Federal de Sergipe

Graduada em Nutrição, especialista em Nutrição Infantil e Mestra em Ciências da Nutrição pela Universidade Federal de Sergipe; membro do Observatório de Segurança Alimentar e Nutricional do Estado de Sergipe, Aracajú, SE. Brasil.

Bárbara Lúcia Fonseca Chagas, Universidade Federal de Sergipe

Graduanda em Nutrição e mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal do Sergipe, Aracajú, SE, Brasil.

Silvia Maria Voci, Universidade Federal de Sergipe

Nutricionista, mestra pelo Programa de Pós-graduação em Saúde Pública e doutora em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Nutrição em Saúde Pública da Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. É Professora-Adjunta do Departamento de Nutrição e Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição da Universidade Federal de Sergipe, Aracajú, SE. Brasil.

Referências

Anjos, Karla, Meira, Saulo., Ferraz, Carla., Vilela, Alba., Boery, Rita., & Sena, Edite. (2013). Perspectivas e desafios do núcleo de apoio à saúde da família quanto às práticas em saúde. Saúde em Debate, 37(99), 672-680. Acessado em 16 de abril de 2021, de: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010311042013000400015&script=sci_abstract&tlng=pt

Borelli, Marina D. S. M. Á., Mais, Laís Amaral., Pavan, Juliana., & Taddei, José Augusto de A. C. (2015). A inserção do nutricionista na Atenção Básica: uma proposta para o matriciamento da atenção nutricional. Ciência & Saúde Coletiva, 20(9), 2765-2778. Acessado em 19 de abril de 2021, de: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=s1413-81232015000902765&script=sci_abstract&tlng=pt

Brasil. (2008, 24 de janeiro). Ministério da Saúde. Portaria nº 154, de 24 de janeiro de 2008. Cria os Núcleos de Apoio à Saúde da Família - NASF. Diário Oficial da União, seção 1.

Brasil. (2009). Ministério da Saúde. Matriz de ações de alimentação e nutrição na atenção básica de saúde. Brasília, DF: Autor. Acessado em 20 de janeiro de 2021, de: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/matriz_alimentacao_nutricao.pdf

Brasil. (2010, 4 de fevereiro). Emenda Constitucional nº 64, de 4 de fevereiro de 2010. Altera o art. 6º da Constituição Federal para introduzir a alimentação como direito social. Diário Oficial da União, seção 1.

Brasil. (2017, 21 de setembro). Ministério da Saúde. Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial da União, seção 1.

Campos, Dalvan A. de, Vieira, Marcelo., & Moretti-Pires, Rodrigo. (2017). Avaliação do processo de trabalho dos nutricionistas dos núcleos de apoio à saúde da família do Meio Oeste de Santa Catarina. Saúde & Transformação Social, 8(1), 84–97. Acessado em 19 de abril de 2021, de: http://incubadora.periodicos.ufsc.br/index.php/saudeetransformacao/article/view/4855/4973

Carlos, Anderson. (2005). a Inserção Do Nutricionista Na Estratégia Da Saúde Da Família : O Olhar De Diferentes Trabalhadores Da Saúde the Insertion of the Nutritionist on Family Health Program : a Different Views of Health Workers Inserción Del Nutricionista En La Estrategia De S. Familia Saúde e Desenvolvimento, v.7, 257–265. Acessado em 18 de abril de 2021, de: https://revistas.ufpr.br/refased/article/view/8033/5656

Cervato-Mancuso, Ana Maria., Tonacio, Larissa V., Silva, Erika R., & Vieira, Viviane L. (2012). A atuação do nutricionista na Atenção Básica à Saúde em um grande centro urbano. Ciência & Saúde Coletiva, 17(12). Acessado em 17 de abril de 2021, de: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232012001200014&script=sci_abstract&tlng=pt

Geus, Laryssa., Maciel, Cintia., Burda, Araujo., Daros, Sara., Corina, Thiciane., A., Ferreira, Vanessa., & Ditterich, Rafael. (2011). A importância na inserção do nutricionista na Estratégia Saúde da Família The importance of the insertion of the nutritionist on the Family Health Strategy. Ciência & Saúde Coletiva, 16, 797–804. Acessado em 19 de abril de 2021, de: https://www.scielo.br/pdf/csc/v16s1/a10v16s1.pdf

Lefevre, Fernando., & Lefevre, Ana Maria C. (2006). O sujeito coletivo que fala. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, 10(20), 517–524. Acessado em 17 de abril de 2021, de: https://www.scielo.br/pdf/icse/v10n20/17.pdf

Mattos, Peiscila., & Neves, Alden. (2009). A Importância da Atuação do Nutricionita na Atenção Básica de Saúde. Revista Práxis, 17(2), 1–5. Acessado em 18 de abril de 2021, de: http://revistas.unifoa.edu.br/index.php/praxis/article/view/869/1003

Mcintyre, Di., & Mooney, Gavin., (Eds). (2007). The economics of health equity. Cambridge: Cambridge University Press. Acessado em 17 de abril de 2021, de: https://www.cambridge.org/core/books/economics-of-health-equity/B454135BC2BC01805AF432DBF5400FB4

Nascimento, Debora., & Oliveira, Maria. (2010). Reflexões sobre as competências profissionais para o processo de trabalho nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família. O Mundo Da Saúde, 35(1), 92–96. Acessado em 19 de abril de 2021, de: http://www.saocamilo-sp.br/pdf/mundo_saude/74/12_revisao_reflexoes.pdf

Pacheco, Pauline. M., & Ramos, Maurem. (2014). Nutricionista Em Atenção Básica: a Visão Do Usuário. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde, 9(2), 483–502. Acessado em 17 de abril de 2021, de: https://www.researchgate.net/publication/280984169_NUTRICIONISTA_EM_ATENCAO_BASICA_A_VISAO_DO_USUARIO

Pádua, Joyce, & Boog, Maria Cristina F.. (2006). Avaliação da inserção do nutricionista na Rede Básica de Saúde dos municípios da Região Metropolitana de Campinas. Revista de Nutrição, 19(4), 413-424. Acessado em 19 de abril de 2021, de: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-52732006000400001&script=sci_abstract&tlng=pt

Pimentel, Viviane., Sousa, Maria F., Hamann, Edgar M., & Mendonça, Ana. (2014). Alimentação e nutrição na estratégia saúde da família em cinco municípios brasileiros. Ciencia e Saude Coletiva, 19(1), 49–57. Acessado em 18 de abril de 2021, de https://www.scielo.br/pdf/csc/v19n1/1413-8123-csc-19-01-00049.pdf

Pinheiro, Anelise., Recine, Elisabetta, Fagundes, Andhressa., Sousa, Jussara., Monteiro, Renata., & Toral, Natacha. (2012). Percepção de professores e estudante em relação ao perfil de formação de nutricionista em saúde pública. Revista de Nutrição, 25(5), 632-643. Acessado em 19 de abril de: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732012000500008

Rodrigues, Diana C. M., & Bosi, Maria L. M. (2014). O lugar do nutricionista nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família. Revista de Nutrição, 27(6), 735-746. . Acessado em 19 de abril de: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-52732014000600735&script=sci_abstract&tlng=pt

Silva, Jessica D., Rauber, Kely F,, Ravazzani, Edilceia D. A., & Simm, Eduardo B. (2019). Percepção de usuários e profissionais da rede pública sobre a nutrição. Caderno da Escola de Saúde. 18(2), 55-66. Acessado em 17 de abril de 2021, de: https://portaldeperiodicos.unibrasil.com.br

Silva Lima, Maria., Paiva, David., Silva, Josielma., Morais, Rebeca., Silva, Loena., Cardoso, Ana., Nogueira, Maria., & Soares, Ana. (2019). A visão dos agentes comunitários de saúde sobre a importância do nutricionista na atenção básica. Brazilian Journal of Health Review, 2(6), 6041–6049. Acessado em 19 de abril de 2021, de: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/viewFile/5566/5047

Spina, Natalia., Martins, Paula A., Vedovato, Gabriela M., Laporte, Anna S. de C., Zangirolani, Lia T. O., & Tavares de Medeiros, Maria A. (2018). Nutricionistas Na Atenção Primária No Município De Santos: Atuação E Gestão Da Atenção Nutricional. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde, 13(1), 117–134.Acessado em 19 de abril de https://www.epublicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/view/30969/24119

Tavares, Helder., Pereira, Patricia., Parente, Jeanderson., Ramos, José., Marques, Amanda., Oliveira, Maryldes., & Bezerra, Italla. (2016). A Importância da Inserção do Nutricionista na Unidade Básica de Saúde: percepção dos profissionais de saúde. Revista E-Ciência, 4(1). Acessado em 18 de abril de 2021, de: http://www.revistafjn.com.br/revista/index.php/eciencia/article/view/154/pdf_33

Tavares, Heçder., Vasconcelos, Pereira., Anjos, Ana. S., Araujo, Edna., Freitas, Lívia., Beserra, Talita., Santos, Ana., Bulhões, Cristiane., & Bezerra, Ítalla. (2019). A importância da inserção do profissional nutricionista no campo da atenção primária em saúde. Revista E-Ciência, 6(2). Acessado em 17 de abril de 2021, de: http://www.revistafjn.com.br

Vasconcelos, Ivana., Sousa, Maria Fátima de., & Santos, Leonor. (2015). Evolução do quantitativo de nutricionistas na Atenção Básica do Brasil: a contribuição dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família e da Estratégia Saúde da Família de 2007 a 2013. Revista de Nutrição, 28(4), 431-450. Acessado em 16 de abril de 2021, de: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-52732015000400431&script=sci_abstract&tlng=pt

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

Mota, J. R. da, Oliveira, D. dos S. ., Santos, A. C. dos ., Chagas, B. L. F. ., & Voci, S. M. . (2020). Percepção de Profissionais e Usuários de Unidades Básicas de Saúde sobre a Inserção do Nutricionista . Revista Gestão & Políticas Públicas, 10(2), 207-223. https://doi.org/10.11606/rgpp.v10i2.184531

Edição

Seção

Artigos