Do teatro, uma terapia

o Centro de Estudos Macunaíma e a criação da somaterapia de Roberto Freire nos anos 1970

  • Giovan Sehn Ferraz Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Palavras-chave: Somaterapia, Roberto Freire, Macunaíma, Contracultura

Resumo

Este trabalho faz parte de uma pesquisa maior, na qual procuramos compreender como uma técnica terapêutica de pretensão anarquista e científica, a somaterapia de Roberto Freire, surgiu e se desenvolveu a partir do cenário contracultural dos anos 1970. Neste artigo, discutimos os processos de memória em torno da criação da somaterapia, problematizando incongruências e procurando demonstrar o caráter basilar da influência do Centro de Estudos Macunaíma na criação e no desenvolvimento dessa técnica terapêutica. Para analisar os processos de memória emergentes nas fontes, compostas principalmente pelas obras de Freire e somaterapeutas ou simpatizantes, utilizamo-nos especialmente dos aportes teóricos de Bourdieu, Pollak e Catroga.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giovan Sehn Ferraz, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Mestre em História pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), com bolsa de fomento da Capes

Referências

ALBERTINI, P. Wilhelm Reich: percurso histórico e inserção do pensamento no Brasil. Boletim de Psicologia, São Paulo, v. 61, n. 135, p. 159-176, 2011.

BIOGRAFIA de Roberto Freire. Soma: uma terapia anarquista, Rio de Janeiro, 26 maio 2008. Disponível em: http://bit.ly/2NXN25M. Acesso em: 31 maio 2019.

BOURDIEU, P. A ilusão biográfica. In: AMADO, J.; FERREIRA, M. M. (org.). Usos e abusos da história oral. Rio de Janeiro: Editora FGV, 1996. p. 183-191.

CAIAFFO, S. S. Cartogramas de um terapeuta anárquico. 2009. 134 f. Tese (Doutorado em Psicologia Social) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

CAMARGOS, P. Freire soma socialismo + anarquismo. Hoje em Dia, Belo Horizonte, 29 set. 1993. Cultura, p. 1. Disponível em: http://bit.ly/31z1iat. Acesso em: 14 set. 2017.

CARVALHAES. O que há de bom e de mau em “MMQH”. Folha de S.Paulo, São Paulo, 11 nov. 1963a. Ilustrada, Teatro, p. 4.

CARVALHAES. Deram banho de água com açúcar em Ava Gardner. Folha de S.Paulo, São Paulo, 12 nov. 1963b. Ilustrada, Teatro, p. 4.

CARVALHAES. Despediu-se do TBC a peça infantil. Folha de S.Paulo, São Paulo, 30 dez. 1963c. Ilustrada, Teatro, p. 4.

CARVALHO, M. B. Myrian Muniz: uma pedagoga do teatro. 2011. 158 f. Dissertação (Mestrado em Artes) – Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2011.

CATROGA, F. Memória, história e historiografia. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

FERRAZ, G. S. Protomutantes na era da utopia: os coiotes anarquistas da somaterapia de Roberto Freire. Revista Latino-Americana de História, São Leopoldo, v. 7, n. 19, p. 22-42, jan./jul. 2018a.

FERRAZ, G. S. Somaterapia e contracultura: criação e desenvolvimento de uma técnica terapêutica no Brasil dos anos 1970. 2018. 211 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2018b.

FREIRE, R. Viva eu, viva tu, viva o rabo do tatu! São Paulo: Símbolo, 1977.

FREIRE, R. Sem tesão não há solução. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1987.

FREIRE, R. Soma: uma terapia anarquista: a alma é o corpo. Rio de Janeiro: Guanabara, 1988. v. 1.

FREIRE, R. Soma: uma terapia anarquista: a arma é o corpo: prática da soma e capoeira. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1991. v. 2.

FREIRE, R. Um anarquista do cotidiano. Diário de Pernambuco, Recife, 19 set. 1992. Viver, p. D1. Disponível em: https://bit.ly/2toVRyk. Acesso em: 14 set. 2017.

FREIRE, R. Tesudos de todo o mundo, uni-vos! São Paulo: Siciliano, 1995.

FREIRE, R. Eu é um outro. Salvador: Maianga, 2002.

FREIRE, R. A função do orgasmo. [Entrevista cedida a] Maurício Reimberg. Cult, São Paulo, 2007, p. 18-23. Disponível em: http://bit.ly/3aAu3rH. Acesso em: 14 set. 2017.

FREIRE, R.; BRITO, F. Utopia e paixão. Rio de Janeiro: Rocco, 1988.

FREIRE, R; MATA, J. Soma: uma terapia anarquista: corpo a corpo. São Paulo: Sol e Chuva, 1993. v. 3. Disponível em: http://bit.ly/2RVieDM. Acesso em: 13 fev. 2017.

GORNI, M. Flávio Império: arquiteto e professor. 2004. 205 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

KATZ, R.; HAMBURGUER, A. (org.). Flávio Império. São Paulo: Edusp, 1999. (Coleção Artistas brasileiros, 13).

MATA, J. O anarquismo somático. In: FREIRE, R. O tesão pela vida: soma, uma terapia anarquista. São Paulo: Francis, 2006a. p. 202-208.

MATA, J. Capoeira angola: a terapia pelo corpo. In: FREIRE, R. O tesão pela vida: soma, uma terapia anarquista. São Paulo: Francis, 2006b. p. 276-288.

NORA, P. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, São Paulo, n. 10, p. 7-29, dez. 1993.

O TEATRO Escola Macunaíma nasceu entre atores, para formar atores. Teatro Escola Macunaíma, São Paulo, 2017. Disponível em: http://bit.ly/3aGM7jX. Acesso em: 2 jun. 2017.

POLLAK, M. Memória e identidade social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-212, 1992.

SILVA, C. F. Morte e vida severina na ditadura militar: o anarquista Roberto Freire e o teatro como resistência. In: ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA, 15., 2014, Florianópolis. Anais […]. Florianópolis: UFSC, 2014. p. 1-15. Disponível em: http://bit.ly/37pQkGD. Acesso em: 11 ago. 2016.

SILVA, C. F. Arte e anarquia: uma ética da existência em Roberto Freire. 2015. 284 f. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

SIMÕES, G. F. Roberto Freire: tesão e anarquia. 2011. 227 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.

SIMÕES, G. F.; RAMUS, G. Um tanto de loucura, ou, como demos forma à exposição Roberto Freire: uma existência libertária. Verve, São Paulo, n. 20, p. 254-262 out. 2011.

TAKEGUMA, R. Uma resposta a Fábio Veronesi. Somaiê, [s. l.], 16 dez. 2009. Disponível em: http://bit.ly/2vp72rr. Acesso em: 31 maio 2017.

TESÃO: prazer e anarquia: jornal da Soma. São Paulo: Coletivo Anarquista Brancaleone, n. 1, nov. 1993. Disponível em: https://bit.ly/2UmA5GL. Acesso em: 14 set. 2017.

TESÃO: prazer e anarquia: jornal da Soma. São Paulo: Coletivo Anarquista Brancaleone, n. 2, fev. 1994. Disponível em: https://bit.ly/2OpHNfl. Acesso em: 14 set. 2017.

TUCA: depois do sucesso, o prêmio máximo em Nancy. Folha de S.Paulo, São Paulo, 3 maio 1966. Segundo Caderno, p. 33.

Publicado
2019-12-20
Como Citar
Ferraz, G. (2019). Do teatro, uma terapia. Sala Preta, 19(2), 110-124. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v19i2p110-124
Seção
HISTÓRIAS DA CENA