Variáveis clínicas e razões para busca de tratamento de pacientes tabagistas

Autores

  • Camila Barbosa dos Santos
  • Silvana Alba Scortegagna
  • Renata da Rocha Campos Franco
  • Lia Mara Wibelinger

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.149180

Palavras-chave:

Dependência de Usuários, Tabagismo, Motivação, Intervenção

Resumo

OBJETIVO: identificar variáveis clínicas e razões para busca de tratamento de tabagistas.
MÉTODOS: estudo retrospectivo documental, com pacientes assistidos no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras drogas de 2013 a 2016.
RESULTADOS: dos 211 usuários, 41 apresentaram dependência à nicotina: mulheres (68,3%), baixa escolaridade (70,7%), início precoce do tabagismo (82,9%), elevada/muito elevada (61%), presença de problemas psíquicos (78%) e ansiedade (58,5%). Na busca de tratamento, 85% das mulheres demonstraram preocupação com saúde e 73% custos elevados do cigarro.
CONCLUSÃO: políticas públicas de intervenção e prevenção devem ser ampliadas e desenvolvidas com atenção especial às mulheres.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2019-08-28

Como Citar

Santos, C. B. dos, Scortegagna, S. A., Franco, R. da R. C., & Wibelinger, L. M. (2019). Variáveis clínicas e razões para busca de tratamento de pacientes tabagistas. SMAD, Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 15(2), 77-86. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.149180

Edição

Seção

Artigo de Revisão