Alcoolismo: impactos na vida familiar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2021.168374

Palavras-chave:

Alcoolismo, Família, Comportamento de ajuda, Alcoólicos anônimos

Resumo

Objetivo: identificar os problemas acarretados pelo consumo excessivo do álcool, bem como as consequências que ele traz à família. Método: o instrumento utilizado foi uma entrevista semiestruturada, com roteiro composto por 12 questões elaboradas pelos próprios pesquisadores, para responder às temáticas propostas. Para a análise das entrevistas, utilizou-se a Análise do Conteúdo e, como ferramenta de análise, empregou-se o software NVivo11, destinado ao tratamento de dados em investigação qualitativa. Resultados: durante o tratamento das entrevistas, elaboraram-se uma árvore categorial, que apresenta o álcool como núcleo, e quatro nós categoriais como aspectos principais da entrevista, sendo eles: início do uso; consequências para a família; problemas pelo consumo excessivo e ajuda. Conclusão: podem-se depreender as consequências negativas que o uso excessivo do álcool gera para as relações familiares, sendo este o eixo da vida de um alcoolista mais devastado. Além disso, é importante salientar que o mesmo eixo familiar destruído é base para a retomada de uma mudança como respaldo para a procura de auxílio de entidades competentes, como os Alcóolicos Anônimos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wellington Danilo Soares, Faculdade de Saúde e Humanidades Ibituruna. Curso de Psicologia

Professor Mestre coordenador do centro de pesquisa das Faculdades Integradas do Norte de Minas - Funorte

Referências

Lopes APAT, Ganassin GS, Marcon SS, Decesaro MDN. Alcohol abuse and its relationship in the family context. Est Psicol. 2015;20(1):22-30. doi: 10.5935/1678-4669.20150004

Ferraboli CR, Guimarães AN, Kolhs M, Galli KSB, Guimarães AN, Schneider JF. Alcoholism and family dynamics: feelings shown. Cienc Cuidado Saúde. 2015;14(4):1555-63. doi: 10.4025/cienccuidsaude.v14i4.27245

Antunes F, Oliveira MLF. Family relations and alcohol usage:an integrative review. Rev Uningá Review. [Internet]. 2015;21(3)27-32. [cited Aug 10 2019]. Available from: <http://revista.uninga.br/index.php/uningareviews/article/view/1623/1234>.

Vilela JS, Loreto MDS, Vilela JM, Silva AO. Influence of alcoholism in dependents family life projects. Oikos: Rev Bras Econ Doméstica. [Internet]. 2015;26(1):18-45. [cited Aug 10 2019]. Available from: <https://periodicos.ufv.br/oikos/article/view/3695/1963>.

Carvalho JES, Liotti DBM, Lenzi MCR. The Alcohol and Drugs Psychossocial Care Centers and Alcoholics Anonymous: the treatment process from the point of view of users. Cad Bras Saúde Mental. [Internet]. 2015;7(16):41-61. [cited Aug 10 2019]. Available from: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/68750/41379>.

Reis S, Silva AC, Castro FV. Alcoholics Anonymous. Rev Psicol. 2016;2(1):375-84. doi: 10.17060/ijodaep.2016.n1.v2.179

Aranha A, Gonçalves F. Content analysis methods: nud * ist (non-numerical unstructed data indexing, searching and theorizing) - nvivo7. Vila Real: UTAD; 2007. 27 p.

Bardin L. Content Analysis: Leurence Bardin's vision. Rev Eletrôn Educ. 2011;6(1):383-7. doi: 10.14244/19827199

Miles M, Huberman M. Qualitative data analysis: An expanded Sourcebook. Thousand Oaks: Sage; 1994. 336 p.

Strauss A, Corbin J. Basics of qualitative research grounded theory procedures and techniques. London: Sage Publications; 1990. 21 p.

Nogueira DMM, Coelho AG. Alcoholics anonymous and relapse: analysis in the light of the elemental experience. Psicol Rev. 2018;24(2):541-58. doi: 10.5752/P.1678-9563.2018v24n2p541-558

Rodríguez JSL, Martín DG, Sánchez ID, Serrano ML. Alcoholic patients’ response to their disease: perspective of patients and family. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2015;23(6):1165-72. doi: 10.1590/0104-1169.0516.2662

Cyrino LAR, Araujo BB, Santos CC, Bapstista LV. Familial co-dependence of alcohol abusing people. Rev Cesumar Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. [Internet]. 2016;21(2):457-70. [cited Aug 10 2019]. Available from: <https://periodicos.unicesumar.edu.br/index.php/revcesumar/article/download/3563/2905/>.

Soares JR, Farias SNP, Donato M, Mauro MYC, Araujo EFS, Ghelman, LG. Relevance of family role in the prevention of alcoholism relapse. Rev Enferm. UERJ. [Internet]. 2014;22(3):341-6. [cited Aug 10 2019]. Available from: <http://www.facenf.uerj.br/v22n3/v22n3a08.pdf>.

Matos JC, Monteiro CFS. Cohabitation versus alcoholism: analyzingthe daily life of the relatives. Rev Eletrôn Gestão Saúde. [Internet]. 2015;6(2):1623-37. [cited Aug 10 2019]. Available from: .

Barbosa SM, Silva MR, Melchisedech CS. Group of Alcoholic Anonymous: motivation of participants in the treatment process. Psicologia.pt. [Internet]. 2018;1:1-17. [cited Aug 10 2019]. Available from: <https://www.psicologia.pt/artigos/textos/A1167.pdf>.

Publicado

2021-03-31

Como Citar

Cordeiro, K. P. A., Souza, L. L. G., Soares, R. S. de M. V., Fagundes, L. C., & Soares, W. D. (2021). Alcoolismo: impactos na vida familiar. SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 17(1), 84-91. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2021.168374