Uso de substâncias psicoativas pelos pais e relações com os filhos: revisão integrativa da literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2022.180019

Palavras-chave:

Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias, Desenvolvimento Infantil, Relações Pais-Filhos, Criança

Resumo

Objetivo: descrever o impacto da parentalidade de usuários de substâncias psicoativas na saúde mental e no desenvolvimento dos filhos. Método: trata-se de uma revisão integrativa de literatura cuja busca ocorreu entre os meses de agosto e outubro de 2020. Foram selecionados estudos cuja temática investigou a influência da parentalidade no desenvolvimento e na saúde mental dos filhos. Os critérios de exclusão foram artigos que abordaram o tema de forma tangencial, como o comportamento dos pais frente ao uso de substâncias pelos filhos. Resultados: foram selecionados cinco artigos que abordaram elementos da parentalidade que influenciam o desenvolvimento de transtornos mentais em crianças. O estilo parental negligente esteve relacionado a consequências negativas na vida dos filhos, sobretudo por estar associado, na maioria das vezes, com o uso abusivo de substâncias psicoativas. Conclusão: constatou-se que o estilo parental pode influenciar diretamente a vida dos filhos, acarretando um problema na saúde mental e no desenvolvimento, sobretudo pela falta de cuidado, abandono pelos pais e diminuição do rendimento escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2022-07-22

Como Citar

Rodrigues, S. B. ., Santos, G. M. A. dos ., Oliveira, J. A. ., Otoni, T. C. S. F. ., & Almeida, C. S. de . (2022). Uso de substâncias psicoativas pelos pais e relações com os filhos: revisão integrativa da literatura. SMAD, Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 18(2), 117-126. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2022.180019