Texto e construção de sentidos: propostas para leitura e interpretação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v34i1p116-136

Palavras-chave:

Semântica, Pragmática, Implícito Textual, Pressuposição, Inferências

Resumo

Discute-se a análise de inferências em textos, com o objetivo de demonstrar que todo sentido, mesmo o literal, inclui implícitos discursivos em diferentes graus. O ato de compreensão/ interpretação desses enunciados envolve vários processos inferenciais, o que significa dizer que o leitor crítico deve estar atento não só às questões lógicas ou linguísticas stricto sensu, como também às discursivas e/ou retórico-argumentativas que ocorrem nos diversos gêneros de textos e que são fundamentais para a construção dos sentidos de uma produção textual. Um dos objetivos deste artigo consiste em apresentar propostas didático-pedagógicas para o ensino de leitura e de interpretação textual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANGELIM, R.C.C. Polifonia e implícito como recursos argumentativos em textos midiáticos. In: PAULIUKONIS, M. A. L. & GAVAZZI, S. (Org.) Texto e discurso: mídia, literatura e ensino. Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2003, p. 15-25.

ASSAD ALVARES, C. Raciocinando em português. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2008.

AULETE, C. Dicionário Contemporâneo da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Delta, 1964.

BARTHES, R. Roland Barthes por Roland Barthes. Trad. de Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Estação Liberdade, 2003

CHARAUDEAU, P. Grammaire du sens et de l´expression. Paris: Hachette, 1992, 2.ed. 2019.

CHARAUDEAU, P. Compréhension et interpretation: interrogations autor de deux modes d´appréhension du sens dans la sciences du langage. In: ACHARD- BAYLEG, G et alii(orgs). Les sciences du langage et la question de l´interpretation (aujourd´hui). Limoges, Les Éditions Lambert-Lucas, 2018. p. 21-55. (Disponível em português em: https://ciadrj.letras.ufrj.br, 2019)

DUCROT, O. Provar e dizer. Leis lógicas e leis argumentativas. Trad de Maria Aparecida Barbosa; Maria de Fátima G. Moreira; Cidmar Teodoro Pais. São Paulo: Global, 1981.

DUCROT, O. O dizer e o dito. Trad. Freda Indursky. São Paulo: Pontes, 1987.

DUCROT, O. Argumentação e “Topoi” argumentativos. In: GUIMARAES, E (Org) História e sentido na linguagem. Campinas: Pontes, 1989, p. 13-39.

FIORIN, J. L. Argumentação. São Paulo: Contexto, 2015.

GRICE, H. P. Lógica e conversação. In: DASCAL, M. (org.) Pragmática: Problemas, Críticas Perspectivas da Linguística, Bibliografia. v. IV. Campinas, 1982, p. 81-103.

HOUAISS, A.; VILLAR, M. de S. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva. (Versão Digital), 2001.

ILARI, R. Semântica. São Paulo: Ática, 2004.

JOSÉ ROBERTO. Eu não presto mas eu te amo. Os sucessos na voz de José Roberto. Salvador: Entré/CBS, 1967.

KERBRAT-ORECCHIONNI., C. L´ implicite. Paris: Armand Colin, 1986.

MOURA, H.M.M. Semântica e argumentação: diálogo com Oswald Ducrot. In: Delta. v. 14, n.1. São Paulo, 1998. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-44501998000100008.Acesso em: mar. 2012.

PAULIUKONIS, M.A.L.; SANTOS WERNECK, L. dos. Estratégias de leitura: texto e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2006.

PAULIUKONIS, M. A. L. Texto e compreensão: condições de apreensão dos sentidos. Revista Gragoatá, v. 50, n.1. Niterói, R.J, 2019.

PLATÃO SAVIOLI, F.; FIORIN, J. L. Lições de texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 2006, p. 305-311.

PRESTES, M. L. de M. O ensino de pontuação em uma perspectiva textual-discursiva. Disponível em: http://www.leffa.pro.br/tela4/Textos/Textos/Anais/SENALE_IV/IV_SENALE

/Maria_Luci_Prestes.htm. Acesso em: mar. 2021.

SPERBER, D.; WILSON, D. La relevância. Madrid: Tomás Bretón, 1994.

ZIRALDO. Anedotinhas do Bichinho da Maçã. São Paulo: Melhoramentos, 1988.

Downloads

Publicado

2021-05-03

Como Citar

Pauliukonis, M. A. L., & Alvares, C. A. (2021). Texto e construção de sentidos: propostas para leitura e interpretação. Linha D’Água, 34(1), 116-136. https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v34i1p116-136

Edição

Seção

Artigos originais