Portal da USP Portal da USP Portal da USP

GENÉTICA E MEIO AMBIENTE: DECORRÊNCIAS ÉTICAS E JURÍDICAS DA ECOGENÉTICA

Bruno Torquato de Oliveira Naves, Fabíola Ramos Fernandes, Simone Murta Cardoso do Nascimento

Resumo


O presente trabalho tem por escopo analisar as decorrências éticas, sociais e jurídicas de um específico ramo da genética: a ecogenética. Para tanto, foi adotada pesquisa bibliográfica, com base em fontes doutrinárias interdisciplinares, para se revisar a literatura sobre o tema, que ainda é escassa. O objeto de estudo da ecogenética é a inter-relação entre o meio ambiente e as características genéticas individuais que alteram as condições gerais de saúde. O atual desenvolvimento da biociência provocou uma alteração no foco, do tratamento e cura para a prevenção das doenças, assim como despertou questionamentos éticos sobre a influência das características genéticas e da atuação do meio ambiente sobre elas. Desloca-se o agir humano para a perspectiva da responsabilidade conferida tanto ao indivíduo, isoladamente, quanto à coletividade, em relação às gerações presentes e futuras. A importância do estudo no campo da ecogenética espraia-se para além de interesses individuais e familiares e traduz-se também na importância da adoção de medidas governamentais de prevenção. 


Palavras-chave


Bioética; Ecogenética; Ética; Meio Ambiente; Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9044.v18i1p13-36

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM




Direitos autorais 2017 Revista de Direito Sanitário

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.