Notícias

Dossiê 36: A Literatura-Mundial e o Sistema-Mundial Moderno

2018-10-10

CHAMADA DE ARTIGOS

O debate sobre o conceito de Literatura-Mundial necessita levar em conta realidades múltiplas. As várias literaturas de língua portuguesa, no seu tênue equilíbrio entre centro e periferia, constituem um campo privilegiado para se pensar a Literatura-Mundial. Não se trata de ver a literatura brasileira ou portuguesa ou angolana e todas as escritas em Língua Portuguesa, ou, tampouco, algumas obras mais reconhecidas, tal como O Manifesto Antropofágico, Os Lusíadas, ou Luuanda como figurando nas constantes antologias da Literatura Universal, Global ou Planetária, mas, sim, trata-se de pensar em como essas literaturas, ou “obras primas” contribuem para uma reconfiguração da Literatura-Mundial.

Deste modo numa tentativa de alargar este trabalho urgente de pensar a Literatura-Mundial, de modo teórico e sistemático, não só na sua viabilidade no contexto das literaturas de língua portuguesa, como em relação com, e a partir de, um contexto tido como periférico em geral, o número 36 da revista Via Atlântica convida para a publicação de artigos e ensaios sobre A Literatura-Mundial e o Sistema-Mundial.

 

Saiba mais sobre Dossiê 36: A Literatura-Mundial e o Sistema-Mundial Moderno

Edição Atual

n. 33 (2018)
Via Atlântica nº 33

Neste volume, apresentamos a queerização de obras e seus criadores
canónicos, ou ainda a ressureição de obras e autor@s esquecid@s e outr@s
minoritári@s, sem nenhum critério preconcebido, temática explícita ou biografia
de autor, preferindo à celebração de uma diferença a insinuação de uma dúvida
constante, a erosão insaciável, lúdica e política, das fronteiras convencionais entre
homo e heterossexuais. Afinal, as práticas queer são o reflexo de
uma resistência à homogeneização cultural, uma resistência mais firme perante os
regimes da normalidade, nomeadamente a
heteronormatividade, já que considerar ainda hoje a heterossexualidade como
uma evidência comprova a força do pensamento straight.

Publicado: 2018-09-11

Dossiê 33: Queerizar o cânone luso-afro-brasileiro

Ver Todas as Edições