O jogo apolíneo-dionisíaco: aspectos filosóficos do esporte

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2021.189370

Palavras-chave:

Jogos, Filosofia, Publicidade, Ética

Resumo

Este ensaio propõe uma reflexão acerca dos aspectos filosóficos do esporte, especialmente a partir das figuras míticas de Apolo e Dioniso. De início, a questão é colocada a partir de algumas campanhas publicitárias da Nike; em seguida, o aspecto apolíneo é associado aos ideais ascéticos seculares, ao passo que a dimensão dionisíaca é descrita como sombra que subsiste na celebração esportiva. Por fim, recorremos à figura homérica de Ulisses para entrelaçar Apolo e Dioniso, conjugando-os como faces complementares de uma mesma matriz de convivência sociocultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos N. Beccari, Universidade Federal do Paraná

Professor do Setor de Artes, Comunicação e Design da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP).

Daniel B. Portugal, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professor da Escola Superior de Desenho Industrial da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (ESDI-UERJ). Doutor em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Rogério de Almeida, Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação

Professor Associado da Faculdade de Educação da USP. Doutor e livre-docente em Educação e Cultura pela USP.

Referências

ADORNO. T. W.; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2006.

BATAILLE, G. A parte maldita. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

BECCARI, M.; PORTUGAL, D. B.; SALGADO, J. Seja estúpido: o imperativo trágico da Diesel e o ethos contemporânea. Esferas, Brasília, DF, v. 1, n. 2, p. 19-29, 2013.

BRANDÃO, J. Mitologia Grega. Petrópolis: Vozes, 1986. v. 1.

BRANDÃO, J. Mitologia Grega. Petrópolis: Vozes, 1987. v. 2.

BRANDT, A. The Cigarette Century: the rise, fall, and deadly persistence of the product that defined America. New York: Basic Books. 2007.

BRÜSEKE, F. J. Uma vida de exercícios: a antropotécnica de Peter Sloterdijk. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 26, n. 5, p. 163-174, 2011.

COLLI, G. O nascimento da filosofia. Campinas: Editora da Unicamp, 1992.

GAGNEBIN, J. M. Lembrar escrever esquecer. São Paulo: Editora 34, 2006.

JÜNGER, E. The Glass Bees. New York: Nyrb, 1960.

LIMA, D. A. S. Técnico-mestre e atleta-herói: uma leitura simbólica dos mitos de Quíron e do herói entre técnicos de voleibol. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

LIPOVETSKY, G. A felicidade paradoxal. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

MACHADO, R. Nietzsche e a verdade. São Paulo: Paz e Terra, 2017.

MAFFESOLI, M. A sombra de Dioniso: contribuição a uma sociologia da orgia. São Paulo: Zouk, 2005.

MANSKE, G. S. Atletas do século XXI: ou das fusões biotecnológicas nos atletas de alto rendimento. Movimento, Porto Alegre, v. 19, n. 1, p. 289-308, 2013.

NIETZSCHE, F. O nascimento da tragédia ou helenismo e pessimismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

PORTUGAL, D. B.; SALGADO, J.; BECCARI, M. Um cisne, duas forças: sobre apolíneo e dionisíaco na ética do consumo. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro, v. 26, n. 1, p. 17-31, 2014.

ROSE, N. A política da própria vida: biomedicina, poder e subjetividade no século XXI. São Paulo: Paulus, 2013.

ROSSET, C. Alegria: a força maior. Rio de Janeira: Relume-Dumará, 2000.

SLOTERDIJK, P. You must change your life. Malden: Polity Press, 2014.

VAZ, A. Doping, esporte, performance: notas sobre os “limites” do corpo. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 27, n. 1, p. 23-36, 2005.

Downloads

Publicado

2021-12-29

Como Citar

BECCARI, M. N.; PORTUGAL, D. B.; ALMEIDA, R. de. O jogo apolíneo-dionisíaco: aspectos filosóficos do esporte. RuMoRes, [S. l.], v. 15, n. 30, p. 226-241, 2021. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2021.189370. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/189370. Acesso em: 27 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos