Do espanto ao questionamento

Autores

  • Etienne Samain

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2015.90086

Palavras-chave:

Eduardo Peñuela, homenagem, memória, imagem

Resumo

A partir de dois ensaios, intitulados “Quelle émotion! Quelle émotion?” e “Uma foto familiar: aprisco de emoções e pensamentos [anotações delirantes sobre (a)sombrografia]”, assinados respectivamente por Georges Didi-Huberman e Eduardo Peñuela Cañizal, o artigo desenvolve uma reflexão sobre a história das artes visuais, a natureza das imagens, os modos de interpretá-las e a busca das emoções humanas em seus modos expressivos e artísticos. Ao fazê-lo, convida o leitor a ficar atento ao que cada um desses autores diz dos “gestos”, do trabalho do “inconsciente” e da “imaginação”, das dimensões – heurística e poética – dos “arquivos da memória” humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Etienne Samain

Professor titular aposentado do Instituto de Artes da Unicamp, atuando no programa de Pós-Graduação em Multimeios, onde tem orientado pesquisas de mestrado e doutorado com forte presença experimental das imagens.

Downloads

Publicado

2015-08-06

Como Citar

SAMAIN, E. Do espanto ao questionamento. RuMoRes, [S. l.], v. 9, n. 17, p. 12-23, 2015. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2015.90086. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/90086. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

Dossiê