Educar na era digital: considerações sobre tecnologia, conexões e educação a distância

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v25i1p18-30

Palavras-chave:

Tecnologias Educacionais, Conexão, Educação a distância, Ambientes virtuais de aprendizagem, Objetos de aprendizagem

Resumo

O objetivo deste artigo é problematizar a técnica, a tecnologia e as conexões com o intuito de refletir sobre a importância desses três tópicos na construção de uma aposta de aprendizado diferenciado, a educação a distância. A EAD consiste em uma modalidade de ensino e aprendizagem mediada por tecnologias e que se encontra em fase de consolidação no Brasil. Sua principal diferença reside no seu suporte (dispositivos digitais) e as conexões tecnológicas que possibilitam a mediação. É nesse contexto que a EAD entra como uma modalidade de ensino com variados recursos digitais e interativos (ambientes virtuais de aprendizagem e objetos de aprendizagem), contribuindo, dessa forma, com outros olhares no processo educativo da sociedade tecnológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Tavares Neves, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Pós-doutorando em Comunicação e Consumo pelo PPGCOM - ESPM. Doutor pelo Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais da UFRN. Mestre em Ciências Sociais pela mesma instituição. Possui graduação Rádio e TV e em Jornalismo (2011) também pela UFRN. Participante do grupo de Estudos Transdisciplinares em Comunicação e Cultura - Marginália. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: corpo; afetos; complexidade; festas de música eletrônica; tecnologia. Sócio da Intercom e participante do GT Comunicação e Culturas Urbanas desde 2008.

Elizama das Chagas Lemos, Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Doutoranda no Programa de Doutoramento em Tecnologias e Sistemas de Informação da Universidade do Minho, mestre em Sistemas e Computação na UFRN (2011), possui graduação em Comunicação Social - Habilitação em Radialismo - pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2006) e em Tecnologia em Desenvolvimento de Software - pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte (2008). Membro do grupo de pesquisa Multireferencialidade, Educação e Linguagem desde 2015. Atualmente trabalha como professora da disciplina Novas Tecnologias da Informação e Comunicação no IFRN. Sua produção acadêmica e profissional concentra-se nas áreas de Educação, Comunicação Social e Ciências da Computação, com ênfase nos temas relacionados às Tecnologias de Informação e Comunicação aplicadas à educação.

Referências

ABED. Censo ead.br: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012. Disponível em: http://www.abed.org.br/censoead/censoEAD.BR_2012_pt.pdf. Acesso em: 31 maio 2019.

ABED. Censo ear.br: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil 2014. Curitiba: Ibex, 2015. Disponível em: http://www.abed.org.br/ censoead2014/CensoEAD2014_portugues.pdf. Acesso em: 31 maio 2019.

ABED. Censo ead.br 2017: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil. Curitiba: InterSaberes, 2018. Disponível em: http://abed.org.br/arquivos/CENSO_EAD_BR_2018_impresso.pdf. Acesso em: 31 maio 2019.

BARFIELD, Thomas (ed.). Diccionario de antropologia. Barcelona: Bellaterra, 2001.

BEHAR, Patricia Alejandra. Modelos pedagógicos em educação a distância. Porto Alegre: Artmed, 2009.

BLOIS, Marlene. Do ensino por correspondência à internet: a busca da democratização do conhecimento. CREAD, v. 8, p. 29-38, 2000.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. Trad. Roneide Venâncio Majer. 4. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

DALL’OGLIO, Pablo. PHP: programando com orientação a objetos. 2. ed. São Paulo: 2009.

FLUSSER, Vilém. Comunicologia: reflexões sobre o futuro. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

FLUSSER, Vilém. O mundo codificado: por uma filosofia do design e da comunicação. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

HENRIQUE, Ana Lúcia Sarmento et al. Curso de aperfeiçoamento para professores dos municípios do RN: Módulo I: Informática; Módulo II: Língua Portuguesa; Módulo III: Ética e Cidadania para um Trabalho Transdisciplinar; Módulo IV: Educação Matemática. Natal: IFRN, 2011.

HOUAISS, Antonio; VILLAR, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

IEEE. The learning object metadata standard. [s.d.] Disponível em: http://ltsc.ieee.org/wg12/files/. Acesso em: 21 nov. 2011.

L’ALLIER. NETg’s map to its products, their structures and core beliefs. 1997. Disponível em: http://web.archive.org/web/20020615192443/www.netg.com/research/whitepapers/frameref.asp. Acesso em: 18 out. 2013.

LATOUR, Bruno. Reagregando o social: uma introdução à teoria do ator-rede. Salvador: Edufba; Bauru: Edusc, 2012.

LITTO, Frederic Micael et al. Censo EAD Brasil 2016: relatório analítico de aprendizagem a distância no Brasil. [s.l: s.n.].

MATTAR, João. Conteudista + designer instrucional + webdesigner + tutor = uma equação que não fecha. In: BARROS, D. M. V. et al. Educação e tecnologias: reflexão, inovação e práticas. Lisboa: 2011.

MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 2007.

PARÍS, Carlos. O animal cultural: biologia e cultura na realidade humana. São Carlos: EdUFSCar, 2002.

PETERS, Otto. Didática do ensino a distância: experiências e estágio da discussão numa visão internacional. Trad. Ilson Kayser. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2001.

SIEMENS, George. Connectivism: a learning theory for the digital age. International Journal of Instructional Technology and Distance Learning, v. 2, n. 1, jan. 2005. Traduzido para o português e disponível em: http://usuarios.upf.br/~teixeira/livros/conectivismo%5Bsiemens%5D. pdf. Acesso em: 14 out. 2020.

TORI, Romero. Educação sem distância: as tecnologias interativas na redução de distâncias em ensino e aprendizagem. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2010.

TURKLE, Sherry. Alone together: why we expect more from technology and less from each other. Nova York: Basic Books, 2011.

WILEY, David. Connecting learning objects to instructional design theory: a definition, a metaphor, and a taxonomy. [s.d.] Disponível em: http://wesrac. usc.edu/wired/bldg-7_file/wiley.pdf. Acesso em: 11 abr. 2014.

Downloads

Publicado

2020-12-28

Como Citar

Neves, T. T., & Lemos, E. das C. (2020). Educar na era digital: considerações sobre tecnologia, conexões e educação a distância. Comunicação & Educação, 25(1), 18-30. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v25i1p18-30