Epistemologias do Sul: desafios teórico-metodológicos da educomunicação

Autores

  • Rosane Rosa Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v25i2p20-30

Palavras-chave:

Educomunicação, Epistemologia do sul, Interculturalidade, Justiça cognitiva, Emancipação

Resumo

Neste artigo, procuramos fazer uma reflexão acerca dos desafios teórico-metodológicos imperativos para a concepção da educomunicação como uma epistemologia do Sul, com potência crítica e emancipatória. As epistemologias do Sul, com base em Sousa Santos (1994-2019) se utilizam dos seguintes procedimentos: sociologia das ausências, sociologia das emergências, ecologia de saberes e a tradução intercultural. As epistemologias do sul produzem ciência de forma contra hegemônica, apropriando-se de metodologias não extrativistas, pois objetivam promover a justiça cognitiva e a produção de conhecimento emancipatório que implica em um re\conhecimento do outro como sujeito (comunicativo). 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosane Rosa, Universidade Federal de Santa Maria

Professora no Departamento de Ciências da Comunicação, do Programa de Pós-graduação em Comunicação e do Programa Tecnologias Educacionais em Rede da Universidade Federal de Santa Maria.

Referências

BOURDIEU, Pierre. Meditações Pascalianas. Oeiras: Celta Editora, 1998.

CITELLI, Adilson. Comunicação e educação: as pontes da linguagem. Comunicação, Mídia e Consumo, São Paulo, v. 16, n. 46, p. 314-332, 2019. DOI: 10.18568/cmc.v16i46.1744.

CITELLI, Adilson; SOARES, Ismar de Oliveira; LOPES, Maria Immacolata Vassallo de. Educomunicação: referências para uma construção metodológica. Comunicação e Educação, São Paulo, v. 24, n. 2, p. 12-25, 2019. DOI: 10.11606/issn.2316-9125.v24i2p12-25.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Edições Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 50. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1982.

HABERMAS, Jurgen. Die nachholende revolution und linker revisionsbedarf: was heibt sozialismus heute? In: HABERMAS, Jurgen. Die nachholende revolution. Frankfurt: Suhrkamp, 1990.

HABERMAS, Jurgen. Direito e democracia: entre facticidade e validade. 2. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003a.

HABERMAS, Jurgen. Teoría de la acción comunicativa: racionalidad de la acción y racionalización social. Madrid: Taurus, 2003b.

HORKHEIMER, Max. Traditional and Critical Theory. In: HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor. Critical Theory: selected essays. New York: Continuum, 1989. p. 188-243.

HORKHEIMER, Max. Filosofia e teoria crítica. In: HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor. Textos escolhidos. 5. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1991. p. 125-169.

KAPLÚN, Mario. Hacia una comunicación participativa: entrevista a Mario Kaplún. Quito: Aler, 1983.

LAGO, Cláudia; NONATO, Cláudia; MARTINS, Ferdinando. A alteridade na educomunicação: estudos de gênero, interseccionalidade e performance. Comunicação e Educação, São Paulo, v. 24, n. 2, p. 54-65, 2019. DOI: 10.11606/issn.2316-9125.v24i2p54-65.

LEVINAS, Emmanuel. Ética e infinito: diálogos com Philippe Nemo. Lisboa: Edições 70, 1988.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. São Paulo: Cortez, 1995.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Porque é tão difícil construir uma teoria crítica? Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra, n. 54, p. 197-215, 1999. Disponível em: http://www.boaventuradesousasantos.pt/media/pdfs/Porque_e_tao_dificil_construir_teoria_critica_RCCS54.PDF. Acesso em: 20 jul. 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência. São Paulo: Cortez, 2001.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A gramática do tempo: por uma nova cultura política. Porto: Afrontamento, 2006.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social. São Paulo: Boitempo, 2007.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Justicia entre saberes: epistemologías del sur contra el epistemicidio. Madrid: Ediciones Morata, 2017.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Construindo as Epistemologias do Sul: antologia esencial. Buenos Aires: CLACSO, 2018.

SANTOS, Boaventura de Sousa. O fim do império cognitivo: a afirmação das Epistemologias do Sul. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2019.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. Coimbra: Edições Almedina, 2009.

SOARES, Ismar de Oliveira. Educomunicação: um campo de mediações. In: CITELLI, Adilson; COSTA, Maria Cristina Castilho (org.). Educomunicação: construindo uma nova área de conhecimento. São Paulo: Paulinas, 2011. p. 13-30.

Downloads

Publicado

2020-12-04

Como Citar

Rosa, R. (2020). Epistemologias do Sul: desafios teórico-metodológicos da educomunicação. Comunicação & Educação, 25(2), 20-30. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v25i2p20-30

Edição

Seção

Artigos Nacionais

Dados de financiamento