Purá, o ser supremo dos índios Arikéna

Autores

  • Albert Kruse Ordem dos Frades Menores
  • Laura Alves Prado Universität Leipzig. Herder-Institut

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2021.181447

Palavras-chave:

Arikéna, Mitologia, Heróis Criadores, Yana, Diversidade linguística

Resumo

Esse texto consiste em um apanhado sucinto e geral sobre a história, mitologia e cultura dos Arikéna, no qual Kruse apenas organiza e reproduz, de forma literal, relatos obtidos junto a Arikéna Atití. Nesses relatos, Arikena conta sobre si mesmo, sobre as origens dos Arikena e sua história de contato com não-índios. Ao longo dos relatos, enfatiza informações de caráter mitológico, sobre Purá e Mu'ra, heróis criadores das diversas ‘tribos’ ou ‘yanas’ que segundo Atití faziam parte do povo Arikena em geral, bem como sobre a origem da mortalidade, da diversidade linguística entre as ‘tribos’ todas que menciona, assim como sobre a origem de todos os seres existentes. Trata ainda das regras de etiqueta, dos costumes e destaca aspectos da organização social e política dos Arikena.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Albert Kruse , Ordem dos Frades Menores

    Nascido aos 16 de junho de 1892, em Paderborn, Alemanha, faleceu no Hospital do SESP (Serviço Especial de Saúde Pública), em Santarém/PA, em 1956. Foi batizado com o nome de Joseph e seu tio, Dom Miguel Kruse (1864-1929), foi abade do mosteiro de São Bento (1908), em São Paulo.  Após o estudo ginasial, aos 5 de maio de 1910, em Warendorf, ele recebeu o hábito franciscano e iniciou o noviciado. Neste ano, Dom Amando Bahlmann (1862-1939), bispo da Prelazia de Santarém (1907-1939), visitou esse convento e apresentou a Prelazia de Santarém, no Pará, com seus desafios e necessidades.

  • Laura Alves Prado, Universität Leipzig. Herder-Institut

    Possui graduação em Letras com habilitação e licenciatura em Alemão e Português pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas e pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Realizou durante dois semestres da graduação um intercâmbio acadêmico no Institut für Germantistik e no Herder-Institut da Universität Leipzig. É mestre em Língua e Literatura alemã e professora de Língua Alemã Goethe-Institut São Paulo.

Referências

Kruse, Albert. 1955. Purá, das höchste wesen der Arikéna. Antropos, v. 50, fasc. 1-3, Switzerland. p.404-416.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

KRUSE , Albert. Purá, o ser supremo dos índios Arikéna. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, Brasil, n. 37, p. 38–46, 2021. DOI: 10.11606/issn.2448-1750.revmae.2021.181447. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revmae/article/view/181447.. Acesso em: 18 jul. 2024.