Cabeçalho do site
Bem-vindo
Esqueci minha senha

Efeitos da auriculoterapia com sementes de mostarda na dor lombar crônica

Release de Margareth Artur para o Portal de Revistas da USP, São Paulo, Brasil

Quem sente dor na coluna lombar é portador de lombalgia, uma doença que afeta os músculos e os ossos dessa região do corpo humano. Muitas vezes a lombalgia atrapalha o rendimento no trabalho, no dia a dia de profissionais de diversas áreas, tornando-se motivo de faltas constantes e licenças médicas. Como tratar essa dor? Os medicamentos, muitas vezes, mostram-se paliativos ou causadores de efeitos colaterais perigosos para o organismo. Hoje, novas alternativas de tratamento para dor estão disponíveis, contando com bons resultados. A acupuntura, por exemplo, é uma das terapias bem-aceitas, pois não são invasivas nem agridem o organismo.

O artigo da revista Fisioterapia e Pesquisa tem como tema discutir a auriculoterapia, uma técnica da acupuntura com sementes de mostarda, procedimentos e resultados em profissionais da Enfermagem. Essa técnica “utiliza o pavilhão auricular como um microssistema do organismo humano mapeado por pontos que, estimulados, podem tratar diversas enfermidades”, para isso se utilizam sementes de mostarda substituindo as agulhas tradicionais. Elas são inseridas na orelha e podem atuar no corpo por alguns dias. O artigo descreve a experiência da auriculoterapia em profissionais de enfermagem do sexo feminino atuantes em dois hospitais de Recife, PE, que sofrem de dor na coluna lombar e que assistem diretamente aos pacientes. 

De acordo com os autores, essa terapia faz com que o cérebro do paciente responda liberando substâncias que aliviam dores, estresse e ansiedade, tais como a endorfina, serotonina e encefalina. Chama atenção a alta percentagem de auxiliares de enfermagem acometidos de lombalgia, mais de 60%. Optou-se por essa técnica por não ser invasiva e de baixo custo. O estudo se propôs a constatar ou não a eficácia dessa terapia. Como a aplicação da mesma reduziu a pressão na coluna das profissionais e a dor na coluna diminuiu consideravelmente, a técnica obteve resultados positivos.

Os autores citam pesquisas de vários estudiosos referentes à aplicação, procedimentos e constatação dos benefícios da auriculoterapia com sementes de mostarda, o que prova ser “uma forma interessante de promover-se  tratamento, aumentando o limiar de dor à pressão na  coluna lombar dos voluntários investigados neste estudo”, mostrando-se eficaz para a melhora ou diminuição considerável da dor dos profissionais de enfermagem, pois a produtividade é maior em alguém que trabalha sem dor, favorecendo o bem-estar e o aumento da qualidade de vida dos auxiliares de enfermagem, já que, muitas vezes, é necessário que os mesmos auxiliem durante um longo tempo no dia, na locomoção dos pacientes e outros procedimentos que sobrecarregam o corpo e a coluna.

Finalizando, constata-se que, apesar deaauriculoterapia ser uma técnica de acupuntura cada vez mais estudada e aplicada, “ainda faltam estudos conduzidos com amostras maiores e parâmetros melhor controlados”. Ao lado disso, a pesquisa comprovou a eficácia da auriculoterapia com a semente de mostarda, visto que apontou o aumento do limiar de dor à pressão “em quilograma-força na coluna lombar das voluntárias”.  Em uma época que se busca, na área da saúde, assim como em outras áreas do conhecimento, tratar as doenças com alternativas mais naturais, a acupuntura com sementes de mostarda, a auriculoterapia, é uma alternativa eficaz, saudável, de baixo custo, não invasiva, enfim, uma técnica a ser melhor estudada, melhor aplicada e mais divulgada.

Artigo

SILVA, A. P. G. da; ARAUJO, M. da G. R. de; GUERINO, M. R. Efeitos da auriculoterapia com sementes de mostarda na dor lombar crônica de profissionais de enfermagem. Fisioterapia e Pesquisa, v. 28, n. 2, p. 136-144, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/1809-2950/19028128022021. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/fpusp/article/view/192441. Acesso em: 07 dez. 2021.

Contatos

Ana Paula Gomes da Silva- Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – Recife (PE). e-mail: anap84@gmail.com

Maria das Graças Rodrigues de Araújo – Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – Recife (PE). e-mail: mgrodriguesraujo@hotmail.com

Marcelo Renato Guerino- Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – Recife (PE). e-mail: marceloguerino@hotmail.com

© 2012 - 2022 AGUIA - Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica