Jornalismo e meio ambiente: a contribuição dos meios de comunicação e o conceito de sustentabilidade

Autores

  • Pedro Celso Campos Universidade Estadual Paulista (Unesp).

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2012.51287

Palavras-chave:

Teoria da comunicação, sustentabilidade ambiental, MCM.

Resumo

Este artigo é uma reflexão sobre a contribuição que os meios de comunicação social podem dar ao debate público sobre os problemas ambientais. A Agenda XXI e vários outros documentos da ONU chamam atenção para a necessidade de informar e conscientizar a sociedade. Por outro lado, as Teorias da Comunicação têm sempre em comum o imperativo do emissor se fazer entender pelos receptores, de tal modo que eles possam ser agentes da mudança e não apenas passivos observadores. O primeiro passo, portanto, é estudar a questão ambiental, pautar adequadamente o tema e levar esclarecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Celso Campos, Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (2006), tem pósdoutorado na mesma área pela Universidade de Sevilha (2008), integra o Programa de Pós- Graduação em Comunicação da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC) da Universidade Estadual Paulista (Unesp). pcampos@faac.unesp.br

Downloads

Publicado

2012-08-06

Como Citar

CAMPOS, P. C. Jornalismo e meio ambiente: a contribuição dos meios de comunicação e o conceito de sustentabilidade. RuMoRes, [S. l.], v. 6, n. 11, p. 4-25, 2012. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2012.51287. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/51287. Acesso em: 13 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos