A influência do uso de prótese sobre a evolução da cardiopatia isquêmica em pacientes amputados transfemurais

Autores

  • Sueli Satie Hamada Jucá
  • Sandra Haddad
  • Alice Ramos Travassos
  • Jean Luc Fobe
  • Jorge Roberto Perrout de Lima
  • Juan Ferraretto

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-0190.v4i3a102141

Palavras-chave:

Amputação. Exercício teste. Doença vascular periférica. Reabilitação. Doença arterial coronariana.

Resumo

A prevalência de doença arterial coronariana em pacientes de amputação com etiologia vascular é maior que na população saudável. A protetização é um dos procedimentos utilizados pela equipe multidisciplinar de reabilitação da Associação de Assistência à Criança Defeituosa (AACD) para reabilitar indivíduos que sofreram cirurgia de amputação.
Entretanto, não se conhece o efeito do uso da prótese na incidência e na
evolução da doença arterial coronariana em pacientes amputados. O objetivo desse trabalho foi levantar, nos arquivos da AACD, informações que permitissem o estudo da evolução da cardiopatia isquêmica em pacientes engajados no programa de reabilitação pós-amputação. Para isso, os 116 pacientes estudados foram categorizados em
protetizados e não-protetizados e com teste ergométrico de membros superiores (TEMS) inicial negativo TEMS inicial positivo. Dentre os 116 pacientes estudados somente 40 (26 protetizados e 14 não-protetizados) realizaram o acompanhamento cardiológico completo (TEMS inicial e reteste); os outros 76 pacientes realizaram somente o TEMS inicial. Dos 40 pacientes com acompanhamento cardiológico completo, 15 (32,5%) tinham TEMS inicial positivo para cardiopatia isquêmica e 25 (67,5%)
tinham TEMS negativo, mostrando a alta incidência desta doença entre os amputados.
O acompanhamento dos resultados de reteste dos 25 pacientes com TEMS inicial negativo permitiu o estudo da instalação da cardiopatia isquêmica. No grupo acompanhado (25 pacientes), 12 pacientes (48%) apresentaram resultados positivos no reteste. Entretanto a incidência de resultados positivos no reteste é diferente (p<0,05), entre pacientes protetizados (35%) e não-protetizados (100%). Considerando-se as limitações do estudo, conclui-se que existe uma grande incidência de cardiopatia
isquêmica em pacientes amputados e que, provavelmente, o uso da prótese pode diminuir a incidência de cardiopatia isquêmica em pacientes amputados unilaterais e bilaterais no nivel da coxa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sueli Satie Hamada Jucá

Médico fisiatra

Sandra Haddad

Médica cardiologista

Alice Ramos Travassos

Médico fisiatra

Jean Luc Fobe

Médico neurocirurgião

Jorge Roberto Perrout de Lima

Médico neurocirurgião

Juan Ferraretto

Médico neurocirurgião

Referências

Battistella L.R.; Furlan, A.D.; Ikegami, M.M. - Valorizando o exame clínico: avaliaçao fisiátrica do amputado. Acta Fisiátrica, 2(2):3-6,1995.

Crust, H.E.P; VriesJ.de: Zilvold,G.- Lower extremity amputees with peripheral vascular disease: graded exercice testing and results of prosthetic training. Arch Phys Med Rehabil, 63:14-19,1988.

Cutler, B. - Prevention of cardiac complications in peripheral vascular surgery. Surg Clin North Am, 66:281-292,1986.

Finestore, H.M.; Lampman, R.M.; Davidoff, G.N. - Arm ergometry testing in patients with dysvascular amputations, Arch Phys Med Rehabil, 72:15-19,1991.

Haddad, S. - Assimilaçao compensatória do treinamento físico aeróbico de membros superiores no deficiente físico com hipertensao arterial leve. Arq Bras de Cardiol, 59:159(529),1992.

Haddad, S. - Análise descritiva de incidência de eventos mórbidos no deficiente físico. Arq Bras de Cardiol. 59:154(519),1991.

Huang, C.T.; Jackson, J.R.; Moore, N.B. - Amputation: energy cost ambulation. Arch Phys Med Rehabil, 60:18-24,1979.

Jack, L. - Estatística aplicada a ciências humanas, Sao Paulo, Harper & Row do Brasil, 1987.

Kavanagh, T.; Shephard, R.J. - The application of exercices testing to the elderly amputee. Can Mês Assoc, 108:314-317,1973.

Kohn, K. - A multifasic study of lower extremity amputees. Jama, 199:105-110,1967.

McCabe, C.J.; Abbott, W.C.- The value of eletrocardiogram monitoring during treadmill testing for peripheral disease. Sugery,89:183-186,1981.

McPhail, N.V.; Ruddy, T.D.; Calvin, J.E. - A comparison of dipyridamole-thallium imaging and exercices testing in the prediction of postoperative cardiac complications in the patients requiring arterial reconstruction. J Vasc Surg, 10:51-56,1989.

Moore, T.J.; Barrom, J.; Hutchinson III, F. - Prosthetic usage following major lower extremity amputation. Clinical Orthop Relat Res, 238:219-224,1989.

Prieb, M.; Davidoff, G.- Lampman R.M.: Exercise testing and training in patients with peripheral vascular disease in lower extremity amputation. Western Journal of Medicine, 5:598-601,1991.

Roth, E.; Wiesner, S.; Green, D. - Dysvascular amputees reabilitation: The role of continuos noninvasive cardiovascular monitoring during physical therapy. Am J Phys Med Rehabil, 69:16-22,1990.

Tooms, R.E.; Amputations. In: Crenshall, A.H. - Campbells Operative Orthopaedics. The C. V Mosby, V. 1.838,1971.

Valentini, R.J.; Grayburn, PA. Eichorn, E.J. - Coronary artery disease it's prevalence among patients with premature peripheral vascular disease. J Vasc Surg, 4:668-674,1994.

Van Alsté.J.A.; Crusts, H.E.P; Huisman, K.- Exercises testing of leg amputees and the result of prosthetic training. Rehabil Med, 7:93-98,1985.

Waters, R.L.; Perry, J.; Antonielli, D.- Energy cost of walking of amputees: the influence of level of amputation. The J Bone Joint Surg, 1:42-46,1976.

Wolf, E.; Lilling, M.; FERBER, I.- Prosthetic reabilitation of elderly bilateral amputees. Rehabilit Res, 12(3):271-278,1989.

Downloads

Publicado

1997-12-23

Edição

Seção

Artigo Original
METRICAS | METRICS