Comunicação e cultura na telenovela juvenil: naturalismo, nação e contaminação de temas em Malhação: Vidas Brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v25i1p31-41

Palavras-chave:

Audiovisual, Televisão, Ficção Seriada, Telenovela, Narrativa juvenil

Resumo

Malhação: Vidas Brasileiras destacou-se pelos temas de cunho social abordados. O objetivo deste trabalho é compreender suas dimensões comunicacionais e os desdobramentos culturais que podem impactar na fruição dos jovens telespectadores, a partir da análise das narrativas culturais da trama. A metodologia adotada mescla os métodos observativo e interpretativo, partindo das descrições de algumas cenas do produto e cotejando-as com as teorias e discussões a respeito dos fenômenos. O corpo teórico que respalda essas leituras reúne Maria Immacolata Vassalo de Lopes (2009; 2014), Elizabeth Rondelli (1997), entre outros autores que versam sobre a telenovela e sua relação com os entrelaçamentos socioculturais. O resultado apontou, dentre outros aspectos, que a geração dos videogames e das redes sociais tem um produto televisivo à sua disposição, com elementos de seu contexto sociocultural: uma tradicional telenovela brasileira, fórmula consagrada no imaginário e na cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Paulo Hergesel, Universidade de Sorocaba

Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Linguagens, Mídia e Arte da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Doutor em Comunicação (UAM), mestre em Comunicação e Cultura (Uniso) e licenciado em Letras (Uniso). Membro do grupo de pesquisa Entre(dis)cursos: sujeito e língua(gens). Contato: joao.hergesel@puc-campinas.edu.br

Paula Regina da Silva Ferreira, Universidade Anhembi Morumbi

Doutoranda em Comunicação (UAM), mestra em Comunicação (UAM), especialista em Cinema, Vídeo e Fotografia: criação em multimeios (UAM), graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo (UMESP). Contato: paulapazdodharma@gmail.com.

Referências

DESIDÉRIO, Plábio Marcos Martins. Merchandising social e os códigos da imagem televisiva: a construção de significados na telenovela. Revista GEMInIS, São Carlos, v. 1, n. 1, p. 82-98, 2010. Disponível em: http://www.revistageminis.ufscar.br/index.php/geminis/article/view/10. Acesso em: 1º maio 2019.

HAMBURGER, Esther. Novela, política e intimidade: a construção da realidade. In: HAMBURGER, Esther. O Brasil antenado: a sociedade da novela. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005. p. 148-170.

HERGESEL, João Paulo. Carrossel de sentimentos: melodrama na telenovela do SBT. Fronteiras: estudos midiáticos, São Leopoldo, v. 19, p. 72-82, 2017. Disponível em: http://www.revistas.unisinos.br/index.php/fronteiras/article/view/12444. Acesso em: 1º out. 2020.

HERGESEL, João Paulo; FERRARAZ, Rogério. Melodrama infantojuvenil na televisão brasileira: análise estilística de Carrossel (SBT, 2012-2013). Conexão: Comunicação e Cultura, Caxias do Sul, v. 16, n. 31, p. 201-222, 2017. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/conexao/article/view/5174. Acesso em: 18 abr. 2019.

LOPES, Maria Immacolata Vassalo de. Telenovela como recurso comunicativo. MATRIZes, São Paulo, v. 3, n. 1, p. 21-47, 2009. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/matrizes/article/view/38239. Acesso em: 1º maio 2019.

LOPES, Maria Immacolata Vassalo de. Memória e identidade na telenovela brasileira. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 23., Universidade Federal do Pará, Curitiba, 2014. Anais […]. Brasília: Compós, 2014. Disponível em: http://compos.org.br/encontro2014/anais/Docs/GT12_ESTUDOS_DE_TELEVISAO/templatexxiiicompos_2278-1_2246.pdf. Acesso em: 1º maio 2019.

MARQUES, Angela Cristina Salgueiro. Telenovela e política: perspectivas e modos de abordagem. Revista Significação, São Paulo, v. 42, n. 44, p. 318-338, 2015. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/significacao/article/view/102506. Acesso em: 1º maio 2019.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Latin America: cultures in the communication media. Journal of Communication, Oxford, v. 43, n. 2, p. 18-30, 1993. Disponível em: https://academic.oup.com/joc/article-abstract/43/2/18/4160017?redirectedFrom=fulltext. Acesso em: 1º maio 2019.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. 2. ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001.

RONDELLI, Elizabeth. Realidade e ficção no discurso televisivo. Letras, Curitiba, v. 11, n. 48, p. 149-207, 1997. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/letras/article/view/19016/12326. Acesso em: 1º maio 2019.

SADEK, José Roberto. Telenovela: um olhar do cinema. São Paulo: Summus, 2008.

THE INTERNATIONAL Format Awards. C21Media, Londres, 2019. Disponível em: https://www.c21media.net/the-international-format-awards-2019/. Acesso em: 1º maio 2019.

Downloads

Publicado

2020-12-28

Como Citar

Hergesel, J. P., & Ferreira, P. R. da S. (2020). Comunicação e cultura na telenovela juvenil: naturalismo, nação e contaminação de temas em Malhação: Vidas Brasileiras. Comunicação & Educação, 25(1), 31-41. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v25i1p31-41