Cursos de Jornalismo em perspectiva histórico-geográfica: arranjos locais e regionais no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v26i1p19-30

Palavras-chave:

Educação superior, Cursos de jornalismo, Regiões geográficas, Escalas, Brasil

Resumo

Este artigo analisa a expansão dos cursos de Jornalismo em instituições públicas e privadas de ensino superior e a distribuição geográfica das redes que se estabelecem entre os cursos em diferentes dimensões urbanas. Fundamenta-se em dados do Ministério da Educação e no conceito de hierarquia das cidades do IBGE para tratar das inserções regionais em espaços como metrópoles, cidades médias e cidades pequenas. Os dados coletados em pesquisa bibliográfica e nos bancos de dados indicam que políticas de ações afirmativas, como o financiamento estudantil e o sistema unificado de seleção e o ingresso de negros e pardos, indígenas e de pessoas com deficiência, influenciaram o fluxo de alunos entre cidades e regiões. Mostram, também, que o acesso ao ensino superior contribuiu para a diversidade e a inclusão social de jovens de baixa renda no processo de interiorização das universidades e dos cursos de jornalismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sonia Virgínia Moreira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Antonia Alves Pereira, Universidade do Estado de Mato Grosso

Doutoranda em Comunicação pela UERJ e pela Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Professora do Curso de Jornalismo da Unemat.

Referências

ALMEIDA FILHO, Naomar. Educação superior em Lula x FHC: a prova dos números. Carta Maior, Brasil, 2010. Disponível em: https://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Educacao/Educacao-superior-em-Lula-x-FHC-a-prova-dos-numeros/13/16291. Acesso em: 8 jan. 2020.

AMADO, Guilherme. Estudantes devem R$ 15,9 bilhões ao Fies; veja universidades campeãs. Época, Rio de Janeiro, 22 out. 2019. Disponível em: https://epoca.globo.com/guilherme-amado/estudantes-devem-159-bilhoes-ao-fies-veja-universidades-campeas-24033049. Acesso em: 21 jun. 2021.

AMORIM FILHO, Oswaldo Bueno.; RIGOTTI, José Irineu Rangel. Os limiares demográficos na caracterização das cidades médias. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 13., 2002, Ouro Preto. Anais […]. Ouro Preto: Abep, 2002. p. 9.

ATLAS DA NOTÍCIA. Os desertos de notícia no Brasil. Atlas da Notícia, Brasil, 2020. Disponível em: Disponível em: https://www.atlas.jor.br/desertos-de-noticia/. Acesso em: 2 maio 2020.

BAHIA, Juarez. Jornal, história e técnica. São Paulo: Ática, 1990.

CAJAZEIRA, Paulo Eduardo Silva Lins. As perspectivas de atuação do egresso de Jornalismo do Reuni no Ceará em telejornais locais. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 41., 2018, Joinville. Anais […]. Joinville: Intercom, 2018.

CASTELLO BRANCO, Maria Luisa. Cidades médias no Brasil. In: SPOSITO, Eliseu Savério; SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão; SOBARZO, Oscar (org.). Cidades médias: produção do espaço urbano e regional. São Paulo: Expressão Popular, 2006. p. 245-277.

CORRÊA, Roberto Lobato. Construindo o conceito de cidade média. In: SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. Cidades médias: espaços em transição. Expressão Popular: São Paulo, 2007.

IBGE. Regiões de influência das cidades. Rio de Janeiro: IBGE, 2020.

IBGE. Conheça cidades e estados do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2019. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/. Acesso em: 29 ago. 2020.

IBGE. Divisão regional do Brasil em regiões geográficas imediatas e regiões geográficas intermediárias. Rio de Janeiro: IBGE, 2017.

IBGE. Arranjos populacionais e concentrações urbanas no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2015.

INEP. Censo da educação superior. Brasília, DF: MEC, 2019. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2019/apresentacao_censo_superior2018.pdf. Acesso em: 31 jul. 2020.

JAWSNICKER, Cláudia. Cadernos de jornalismo e comunicação: iniciativa precursora de media criticism no Brasil. Alceu, Rio de Janeiro, v. 8, n. 16, p. 150-158, 2008.

LEITZKE, Airton; FRESCA, Tânia Maria. Londrina não é cidade média. In: SEMANA DE GEOGRAFIA, 25., 2009, Londrina. Anais […]. Londrina: UEL, 2009.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. e-MEC. Disponível em: http://emec.mec.gov.br. Acesso em: 18 jun. 2020.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior. Disponível em: http://emec.mec.gov.br. Acesso em: 10 jun. 2020

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Expansão. 2010. Disponível em: http://reuni.mec.gov.br/expansao. Acesso em: 8 ago. 2020

MORAES, Lucas. Fies acumula redução de contratos e empurra estudantes para financiamento privado. JC Pernambuco, Recife, 27 jan. 2020. Disponível em: https://jc.ne10.uol.com.br/canal/economia/nacional/noticia/2020/01/27/fies-acumula-reducao-de-contratos-e-empurra-estudantes-para-financiamento-privado-398131.php. Acesso em: 2 ago. 2020.

MOTTA, Diana M. Prefácio. In: PEREIRA, Rafael Henrique Moraes; FURTADO, Bernardo Alves (org.). Dinâmica urbano-regional: rede urbana e suas interfaces. Brasília: IPEA, 2011.

NEVES, Clarissa Eckert Baeta; MARTINS, Carlos Benedito. Ensino superior no Brasil: uma visão abrangente. In: DWYER, Tom et al. (org.). Jovens universitários em um mundo em transformação: uma pesquisa sino-brasileira. Brasília, DF: IPEA, 2016.

PAIM, Antonio. A UDF e a ideia de Universidade. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1981.

SALATA, André. Ensino superior no Brasil das últimas décadas: redução nas desigualdades de acesso?. Tempo Social, São Paulo, v. 30, n. 2, p. 219-253, 2018.

SANTOS, Milton; SILVEIRA, Maria Laura. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SCHERER, Clauber Eduardo Marchezan.; AMARAL, Pedro Vasconcelos Maia O espaço e o lugar das cidades médias na rede urbana brasileira. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, Rio de Janeiro, v. 22, 2020.

SILVA, Andresa Lourenço. Breve discussão sobre o conceito de cidade média. Geoingá, Londrina, v. 5, n. 1, p. 58-76, 2013.

SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. O desafio metodológico da abordagem interescalar no estudo de cidades médias no mundo contemporâneo. Cidades, Rio Claro, v. 3, n. 5, p. 143-157, 2006.

Downloads

Publicado

2021-07-15

Como Citar

Moreira, S. V., & Pereira, A. A. (2021). Cursos de Jornalismo em perspectiva histórico-geográfica: arranjos locais e regionais no Brasil. Comunicação & Educação, 26(1), 19-30. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v26i1p19-30